terça-feira, 19 de junho de 2012

A volta de Jesus é maior inimiga da teologia da prosperidade!




...Dada a ordem, com a voz do arcanjo e o ressoar
da trombeta de Deus, o próprio Senhor descerá dos
céus (...). E assim estaremos com Ele para sempre. 
Consolem-se uns aos outros com essas palavras."
I Te. 4.18


Se você frequenta uma igreja evangélica, responda-me com sinceridade - há quanto tempo você não ouve uma mensagem sobre o tema: "Jesus está voltando"?


Falar da volta de Jesus está fora de moda. Não dá mais ibope. Pregador itinerante não pode se dar ao luxo de pregar o Céu. Já pensou? Ficar falando das maravilhas da Canaã Celestial? Que toda profecia será aniquilada e toda língua cessará (I Co. 13.8)? Só nesse primeiro parágrafo o camarada já perderia meia-dúzia de profetas. E as milhares de promessas que "deus" fez, como ficariam? Afinal, se quem tem promessa não morre, teoricamente também não pode ir dessa pra melhor de nenhum outro jeito e deixar essa pendência.


Imagina começar a dizer que Ele breve vem e os crentes começarem a nutrir um sentimento de esperança na glória celeste... E se esse sentimento gerar um desprendimento do material? O que será das grandes campanhas de prosperidade? Afinal, um evangelho em que a recompensa esteja no porvir não pode ser levado muito a sério, não é!? Imagina os crentes vendendo suas propriedades e repartindo entre os pobres... Vixe, as contribuições cairiam vertiginosamente. Olha o estrago!


Você já pensou nos tele-evangelistas vociferando: "Arrependam-se (...), raça de víboras! Quem lhes deu a ideia de fugir da ira que se aproxima? Dêem fruto que mostre o arrependimento (...)! Toda árvore que não der bom fruto será cortada e lançada ao fogo." (Mt. 3.2;7-10). Pronto, o caos está instaurado. Quem é que vai assistir a um programa desses que "não dá em nada"?


É típico do ser humano, principalmente do brasileiro, viver esse evangelho toma-lá-dá-cá. Pedro já havia dado um toque: "[Senhor] Nós deixamos tudo para seguir-te! Que será de nós?"(Mt. 19.27). E isso fica ainda mais claro no esforço que fazemos para ser aceitos por Deus. É monte, é jejum, é corrente, é promessa, é voto... Mas graças a Deus, Sua voz continua ecoando desde a Antiga Aliança: "Desejo misericórida, e não sacrifícios; conhecimento de Deus em vez de holocaustos." (Os. 6.6). E quem é "prudente" e não prega esse evangelho tão gracioso para não deixar o povo relaxado, se esquece que a Bíblia não dá ponto sem nó e diz: "Que diremos então? Continuaremos pecando para que a graça aumente? De maneira nenhuma!" (Rm. 6.1-2).


Creio que a ideia de Graça demora a ser digerida por essa geração simplesmente porque ela não dá nada de graça! É por isso que pregar a volta iminente de Jesus é dar tiro no pé, pois se Ele volta amanhã, esse "evangelho-fundo-de-investimento" perde o sentido de sua existência.


Enfim, contrariando a muitos, quero trazer a memória o que me traz esperança e temor (não medo): "Jesus está voltando!". Que a graça do Pai seja cada dia mais abundante sobre nós. Que o senso de responsabilidade para com o Reino domine nossas mentes. E que a misericórida do Senhor seja sobre nós a cada dia. Maranata! Ora vem, Senhor Jesus!


Ele Virá e não é um horizonte utópico ...


20 comentários:

  1. Comento o trecho:"Já pensou? Ficar falando das maravilhas da Canaã Celestial? Que toda profecia será aniquilada e toda língua cessará (I Co. 13.8)? Só nesse primeiro parágrafo o camarada já perderia meia-dúzia de profetas. E as milhares de promessas que "deus" fez, como ficariam? "

    Quando vc fala assim a respeito dos profetas e profecia, isso passa a idéia que tanto o profeta como a profecia são maus na sua ação a Igreja. O que existe são maus profetas e Bons profetas, muito embora raros, tb existem. Pois, segundo 1 Co 14 a profecia deve ser encorajada independente de sua posição a respeito. Mais a profecia que as línguas que, na presente época também não estão proibidas já que Paulo falava mais linguas que todos os corintios juntos! Bem, não vou discutir isso com vc apenas dizer que gostei do post e vc tem razão sim quando fala que a pregação sobre a vinda de Jesus, Céus, e recompensa no porvir está fora de modo pois afronta mesmo a famigarada e maldita teologia da prosperidade, se é que ela pode ser chamada de Teologia!
    abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Independente dos dons terem cessado ou não! O ponto principal do texto é esse mesmo a maneira como essa ideia de prosperidade (capitalismo)e totalmente contraria a volta de Cristo e toda escatologia Historica...

      Fica na paz

      Robson Moreira

      Excluir
    2. Adilson Benevides
      Os poucos verdadeiros profetas - se ainda existem - por certo ficariam maravilhados com a Prega,ão sobre a Volta de Jesus.
      Entendi claramente que quando o Robsson diz que perderiam os profetas, ele fala exatamente nos que não tem compromisso de fato com Deus e a Palavra, mas vivem en função daqueles que buscam uma palavra especifica, segundo os seus próprios desejos.
      Infelizmente, é fato que a pregação sobre a volta de Cristo já não faça parte dos altares cristãos, onde hoje sobem mais pastores e cantores ídolos do que homens e mulheres comprometidos com a Verdade. Detalhe supremo: Só a Verdade liberta!
      Elisabeth Lorena Alves

      Excluir
  2. Que o Senhor nosso Deus possa estar ministrando palavras de vida eterna aos nossos corações e que vidas possa ser tocadas por mensagens que edificam e consolam, Persevere e seja sempre um instrumento nas mãos do altíssimo. Abraço e boa semana.

    Pr.Ivan.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentario Pr Ivan, me sinto grato também pelas palavras de incentivo.

      Fica na paz

      Robson Moreira

      Excluir
  3. Se JESUS voltar hoje o prejuizo de muitos ministerios vai ser grande, por isso muitos já esqueceram que estamos no TETELESTAI.

    METANÓIA e reforma já!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os "Grandes" ministérios viriam a falência, sem falar dos megas templos; serviram para que???

      Todo esse sistema capitalista com uma roupagem Cristã se romperia ao soar da trombeta!

      Deve ter líder (líder ou empresario?) que nem dorme a noite com medo de se cumprir as escrituras.

      Fica na paz

      Excluir
  4. UM minuto apenas e basta .... pense :
    Cristo satisfaz...
    Quem ta errado é o crente desviado ou é o ímpio?
    É o pastor que dissermina a igreja ou é a fúria do inimigo?

    Não vou subir no altar simplesmente pra um dom
    Nem derramar lágrimas falsas numa oração
    Eu quero a unção e autoridade de espírito
    Você é servo de Deus (eu sou)
    Então tá, eu sou o ímpio, por quê?
    Por não usar de má fé sua divindade ou
    Por amar quem derramou o sangue pela verdade
    Errado eu sou sim, sei que eu sou pecador
    Mas se me impor de joelho não blasfemo o nome do Senhor
    Eu sei como é coração puro e a mente firme
    Mas há quem não acredite na intenção e quem duvide
    Foi no crime que aprendi não dar mancada com ninguém
    Mas que ironia, dentro das igrejas os que mais tem, mas sei
    Quem derramou o sangue por nós foi Cristo
    Quem reinaugurou o paraíso era bandido
    Aba-Pai, você sabe o que queres de mim
    Não quero ganhar o mundo e perder o que está por vim
    Não quero ter a sua ira como herança
    Arrebata-me, como se eu fosse uma criança

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Não quero ganhar o mundo e perder o que está por vim"

      Acho que essa frase explica bem o sentimento que deve dominar os seguidores de Cristo! E lembre-se o diabo tentou Cristo mostrando para ele todas as riquezas do mundo, por que ele não nós tentaria da mesma forma??

      Fica na paz

      Excluir
  5. Parte do Cristianismo Brasileiro esta a beira do ralo.

    Se o Ser vem pro Evangelho por meios fracos, consequentemente o mesmo será um cristão fraco, que vive um cristianismo fraco, que vai ao inferno através de táticas fracas, resumindo: se o ser vim a ser um cristão, induzido por teologia da prosperidade, possivelmente jamais será um Cristão de qualidade!

    Ser Cristão verdadeiro pelo simples fato de um dia adentrar aos portões Celestiais... já é o bastante.

    Temos o caminho largo, mais o certo é seguir pelo correto...

    Bela postagem, de seu irmão em Cristo; Tiago Santos. A paz...

    ResponderExcluir
  6. Obrigado Tiago pela participação

    Fica na paz

    Robson Moreira

    ResponderExcluir
  7. Bom Diaa!!!!!!!!! Deus Abençoe sempre esse blog ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Dilma

      " Assim seja "

      Fica na paz

      Robson Moreira

      Excluir
  8. Robson "pedalada",
    Excelente postagem, observação bastante oportuna! Cê tá ficando baum no trem mesmo uai!

    Mano, glória a Deus! Minha esposa na última quarta-feira precisamente pregou sobre a "parousia" de nosso Senhor, e o maridão envaidecido gritou altos "Maranata"!

    God bless you brother!

    Microscopicamente (João 3.30),

    Walter Filho

    http://blogdowaltim.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém irmão!

      Maranata (...)

      Obrigado pelo comentario

      Fica na paz

      Excluir
  9. Paz em Cristo Robson. penso que a tendência pósmoderna de fé apaga a mensagem sobre Cristo e sua volta, tudo tem girado em torno no que é o homem é capaz e basta. Jesus então passa ser figura quase que irrelevante na fé, mas se não é relevante, qual fé têm?

    Mateus 24 é o antagonismo do cristão pósmoderno, neopentecostalizado quanto a fé e vida cristã. 1 Ts é um apócrifo para o cristianismo desse século. Aliás, Arthur Pink já detectiva isto nas década de 30, logo após a primeira guerra. Spurgeon um século antes de Pink, num dos últimos sermões destinados a pastores reforça que a carreira cristã esta sendo comprometida pelo esquecimento de sua fonte, Jesus Cristo. Logo, os objetos da fé são os mesmos da idade média, os homens estão esquecendo do porvir, e mais, do provedor do por vir.

    Se para tantos, Jesus não é o centro nessa vida terrena, logo não é o centro para as coisas celestiais.

    ResponderExcluir
  10. Creio que o segredo está no equilíbrio.
    Ao contrário do que você relata no seu texto, tenho presenciado uma igreja em que o pastor ficou meses e meses só falando da volta de Jesus, mas de uma forma massante... Toda pregação falava-se das teorias que apontam que a igreja será arrebatada antes dos primeiros 3 anos e meio, outras teorias que dizem que passaremos pelos 7 anos, e ainda outras que dizem que não passaremos por nada.
    Pregações que alertam sobre a volta no intuito de mais pessoas se preparem e desejem esse dia é uma coisa... Pregações cheias de teorias que deixam, na verdade, Jesus de lado é outra.

    Na verdade, o principal conteúdo de tudo deve ser sempre Jesus!!!

    ResponderExcluir
  11. Com certeza estou de acordo com o que você disse, Jesus está as portas, e nos estamos preparado para isso?.
    abraço,fica na paz.

    ResponderExcluir
  12. Olá meu irmão Robson! que Deus te abençoe e que te encoraja sempre com este nobre proposito de pregar a mensagem do genuino evangelho da graça de Deus, e não se deixar corromper pela sedução de ter milhares de seguidores, mas pregar a verdade a qualquer preço, ainda que isso seja por muitos rejeitado, o Senhor estará contigo!!!!!.
    http://eneaslara.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. parabens ROBSOM ,uma bela mensagem que DEUS te ilumine sempre

    ResponderExcluir

"Se amássemos mais a glória de Deus, se nos importássemos mais com o bem eterno das almas dos homens, não nos recusaríamos a nos engajar em uma controvérsia necessária, quando a verdade do evangelho estivesse em jogo. A ordenança apostólica é clara. Devemos “manter a verdade em amor", não sendo nem desleais no nosso amor, nem sem amor na nossa verdade, mas mantendo os dois em equilíbrio (...) A atividade apropriada aos cristãos professos que discordam uns dos outros não é a de ignorar, nem de esconder, nem mesmo minimizar suas diferenças, mas discuti-las." John Stott

Deixe seu comentario, sua critica, tenha liberdade para dar sua opinião

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...